terça-feira, 12 de agosto de 2014

Parabéns Madalena!


Meus Amigos, hoje nossa Madalena festeja 28 anos de Emancipação Politica. Na verdade, esta data festiva é tão somente uma conquista do povo, um sonho realizado pelas mãos de nossa gente que acreditou e vislumbrou sua capacidade de tornar-se livre.

É com muita alegria que, neste dia 12 de agosto manifestamos nossa gratidão a todos os Filhos de nossa amada Madalena, que por meio de um processo histórico e doloroso, fizeram sucumbir organizações tiranas e perseguidoras da “época” e lutaram por uma Madalena independente, uma Madalena onde tudo se construísse com “Consciência e Luta”.

A CONSCIÊNCIA de nosso povo foi a única possibilidade pela qual no ano de 1986 Madalena tornou-se cidade. Foi um tempo difícil, pois forças contrarias ao sentimento de emancipação surgiram, inclusive por parte de quem se dizia representar politicamente nossa Madalena na época. Talvez, por conta de regalias particulares das quais gozavam de junto à Quixeramobim.

Como diria o renomado e ilustre educador Paulo Freire:
“Nenhuma ordem opressora suportaria que os oprimidos todos passassem a dizer: por quê?”.

Esta era a interrogação: porque não Madalena Cidade? O que estaria por trás de um desejo de atrofiamento politico em nossa Terra? Porque não abrir para o Povo Madalenense as inúmeras possibilidades de avançar e de edificar-se no caminho da liberdade e de um futuro promissor, mesmo em meio aos entraves e aos riscos das buscas pelo acerto? De fato, tudo ocorreu em meio a LUTA. Uma luta que exigiu tempo e dedicação de jovens e tantos outros cidadãos e cidadãs Madalenenses para despertar o povo a tomar parte em uma idéia que nos traria a conquista e o brado da vitória.

Passaram-se 28 anos, a data de hoje é para cada um de nós um momento ímpar uma reflexão sobre o passado que temos e o futuro que queremos. A verdadeira história existe na medida em que a fantasia é deixada de lado e os fatos tornam-se objetos de interpretação. Hoje nos interrogamos sobre uma necessidade urgente de reconstruir nossa história e de restaurar a alegria outrora ofuscada no coração de nossa gente.

Ao longo destes 28 anos, nosso povo segue acreditando ser possível dias melhores, e aguarda ansiosamente o dia que em nossa terra tenha verdadeiramente para os Madalenenses reconhecimento, gratidão e espaço.  .

Neste 12 de agosto, convocamos nossos jovens para se levantarem e professarem sua crença nos sonhos, firmando-se na certeza de que precisam lutar por uma Madalena verdadeiramente emancipada das garras dos que com mão de ferro oprimem nossa gente. Unimo-nos aos nossos idosos (jovens da terceira idade) para serem porto seguro da mística da esperança, que impulsionem com seu testemunho a certeza de que vale a pena acreditar na vida e investir forças no que se acredita. Que cuidemos de nossas crianças para que sejam mais tarde a eficácia da sempre renovadora mudança.

Enfim, que todos os homens e mulheres de boa vontade compreendam que Madalena precisa de cada um de seus filhos para que se comprometam em avaliar, discutir e propor uma Madalena diferente do que temos visto até aqui. Precisamos uma Madalena com projeto e sentido de ser cidade, para que cada cidadão e cidadã desta terra tenha sua dignidade zelada, e seus direitos garantidos. Precisamos de uma Madalena onde os menos favorecidos tenham voz, vez e sincero respeito. Que se quebrem as correntes do atraso e da politica café com leite.

Parabéns Madalena!




segunda-feira, 21 de julho de 2014

CULTURA APAGADA EM MADALENA.

Meus amigos, mais uma vez utilizamos deste espaço para uma reflexão que nos leve a compreender além da ótica dos cenários e da maquiagem arbitrária e maquiavélica imposta em um sistema de “ditadura”, consolidado em uma espécie de reino encantado, governado pelo Prefeito Coronel e seus comandados. Na verdade é uma militância que marcha e avança em um único compasso a procura de seu bem estar próprio, de seus familiares e/ou amigos mais íntimos. De contra partida, cada atitude impensada acaba por na verdade “chibatear” os mais diversos segmentos administrativos.

Diante de uma crise cultural instalada em nosso Município é visível o descaso da administração pública para com esse setor que ao lado da Educação é um importantíssimo agente de valorização e resgate da pessoa humana em suas diversas expressões do ser.

Esse descompasso da nossa cultura foi efeito contrário da criação de uma secretaria específica classificada como: Cultura, Esporte, Turismo e Juventude. Desde sua implantação, esta secretaria que deveria ser porta de acesso aos valores culturais, tem servido unicamente como cabide de emprego, esquecendo assim a identidade, o resgate e as potencialidades das artes existentes em Nossa Madalena. 
De acordo com a Constituição Federal/88, e dos Art. 215 e 216 que diz:
 preconizam esse direito, afirmando que, o Estado garantirá a todos o pleno exercício dos direitos culturais e acesso às fontes da cultura nacional, e apoiará e incentivará a valorização e a difusão das manifestações culturais.
 
Trazendo para nossa realidade crucial sobre o conceito de cultura é mais grave, pois apenas é posta em evidência anualmente. Na verdade é um momento onde se sobressaem os famosos encontros para efetivar-se as“tapinhas nas costas” ou simplesmente “dá com a mão” para eleitores, simpatizantes que no máximo recebem um “beijinho no ombro”.

 Acrescentando ainda, sobre a Constituição Federal/88 define esse conceito, que:
constitui patrimônio cultural brasileiro os bens de natureza material e imaterial, tomados individualmente ou em conjunto, portadores de referência à identidade, à ação, à memória dos diferentes grupos formadores da sociedade brasileira, nos quais se incluem: as formas de expressão; os modos de criar, fazer e viver; as criações científicas, artísticas e tecnológicas; as obras, objetos, documentos, edificações e demais espaços destinados às manifestações artístico-culturais; os conjuntos urbanos e sítios de valor histórico, paisagístico, artístico, arqueológico.
  
Sobre a ausência de identidade e respeito à diversidade cultural da nossa população podemos fazer uma rápida leitura comparativa da atuação da Secretaria Municipal da Cultura em relação ao desempenho do extinto Departamento de Esporte e Cultura, vinculado à Secretaria Municipal da Educação, onde eram realizadas atividades culturais, desportivas em todo Município, como as atrativas Noites Culturais na sede e polos educacionais, torneios e iniciação de pequenas bibliotecas escolares. Onde foram escondidas estas atividades? Porque não mais as realizam? E a nossa Orquestra de Sopro Padre Vital Elias Filho que era em todo o Sertão Central, reconhecida como uma das melhores do Estado do Ceará? Seria falta de recursos em uma gestão já desinteressada? Ou seria mesmo a falta de gestão dos recursos disponibilizados já que hoje a Cultura em Madalena não mais é tida como um simples departamento, mas elevada foi, a condição de Secretaria.

Vale ressaltar que as atividades acima citadas eram realizadas com pequena quantidade de recursos, apenas mendigados da secretaria vinculada; porém com grandes contribuições tendo como foco o envolvimento das pessoas, das comunidades, polos, escolas e, sobretudo, o respeito às potencialidades de cada cidadão. 

Nesse contexto, parafraseamos o grande educador pernambucano que propõe ações dinâmicas de cultura para a população, afirmando que: 
Se a mudança faz parte necessária da experiência cultural, fora da qual não somos o que se impõe a nós é tentar entendê-la na ou nas suas razões de ser [...]. Da mudança em processo, no campo dos costumes, no do gosto estético de modo geral, das artes plásticas, da música, popular ou não, no campo da moral, sobretudo no da sexualidade, no da linguagem, como da mudança historicamente necessária nas estruturas de poder da sociedade, mas a que dizem não, ainda, as forças retrógradas. (FREIRE, 2000, p. 17).

Por fim, em Madalena se entende ao ler a atual realidade no trato e no respeito para com a cultura que: as expressões artísticas culturais são “chibateadas” e postas em agonia de morte. Qual a pretensão? Seria um extermínio em massa de nossas expressões culturais?
Ou será que a prefeitura está esperando pela própria população com iniciativas culturais e esportivas para simplesmente darem carona às secretarias mencionadas?

Propostas/promessas de campanha do Prefeito Coronel Zarlul
Como diz o ditado: Falar é fácil, fazer é que é difícil.



sexta-feira, 4 de julho de 2014

EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA EM MADALENA: SINÔNIMO DE RETROCESSO PARA A COMUNIDADE ESCOLAR.

Meus amigos, mais uma vez a Educação do município de Madalena demonstra deficiências visíveis, falta de qualidade e de uma gestão seria e transparente. Na verdade a Educação é apenas uma vitrine do desmando administrativo do Prefeito-Coronel Zarlul que marcha a frente de seu grupo politico conduzindo o nosso município a um clima tenso de um amargo atraso.

Em postagem  anterior, aqui já relatamos sobre o baixo indicie de aprendizagem nas escolas municipais. (veja matéria ).

Lamentável é constatar que em meio aos avanços tecnológicos, na amplitude da Era Digital o que deveria colaborar de maneira intensa na aprendizagem e posse do conhecimento, em Madalena, pouco se tem valorizado. Enquanto a política educacional do país tem se esforçado para atender os alunos e toda comunidade escolar com a implantação de telecentros e ilhas digitais levando a INTERNET ao alcance de todos,  o Prefeito-Coronel Zarlu e sua subordinada equipe tendem em não edificar ou construir, mas apenas manobrar em sentido contrario que antes já existia. Como estaria sendo utilizada a Ilha Digital? O Telecentro atende a comunidade em geral? E  a nossa Biblioteca está sendo via de acesso a informações precisas e atualizadas por meio da INTERNET? O secretario teria mesmo algum conhecimento da existência, utilidade e a inoperância destes lugares que também são ambientes educacionais?  

A Educação Tecnológica é Considerada como ferramenta de inserção para os diversos grupos sociais que frequentam esses espaços, visando assim à inclusão das mídias digitais. Infelizmente, essa concepção, em nosso Município, essa necessidade é DESCONSIDERADA como PRIORIDADE na educação dos adolescentes e adultos.

Vejamos! Entre os anos de 2007 a 2008, o Município de Madalena recebeu um Telecentro que foi implantado na Escola de Ensino Fundamental Álvaro de Araújo Carneiro (Sede), na época foi construída (01) uma sala específica para instalar a central com (11) computadores e mobiliários adquiridos através do Ministério das Comunicações. Com os excessivos desmandos administrativos impactados nessa gestão que tinha como marketing de campanha eleitoral “Madalena crescendo junto com o Ceará”, por má sorte, o nosso Telecentro foi recolhido por falta de atuação e, literalmente expresso pela ausência de ligação e pagamentos junto à COELCE.

Outro espaço de inclusão era a Ilha Digital situada no Centro da Cidade, sob a responsabilidade da Secretaria Municipal da Assistência Social, que possuía computadores conectados à internet, e tinha como propósito atender à população mais carente, com preços de impressão e pesquisas mais acessíveis. Diante da proposta educacional e da incontestável realidade cabe-nos perguntar: Porque a Ilha Digital na sede do município encontra-se com as portas fechadas e seus equipamentos desconectados?

Considerando a situação desordenada que ora, se encontra o nosso Município, no que diz respeito à melhoria da qualidade da educação podemos fazer uma leitura, do descaso existente em relação a Inclusão Digital, que tanto necessitamos na vida presente e  na projeção do nosso futuro.

Nesse sentido solicitamos esclarecimentos por parte dos gestores municipais, de exclusiva responsabilidade do Prefeito-Coronel Zarlul e do Senhor Secretário Municipal da Educação, Sr. Galileu Viana Chagas, a respeito do não funcionamento desses espaços educativos que colaborariam significativamente na educação dos madalenenses.

Outros esclarecimentos deverão ser prestados à população tipo: Onde estão sendo alocados os recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica FUNDEB/FNDE/MEC para aquisição de computadores, mobiliários (carteiras, birôs, armários), dentre outros para atender a péssima situação existente nas Escolas Municipais? A formação permanente dos professores e funcionários da educação com os recursos do FUNDEB?

Nessa compreensão consideramos a vida e a administração pública, um legado, onde os verdadeiros gestores responsáveis pela missão de “ADMINISTRAR OS BENS PÚBLICOS COM ZELO”devem no mínimo, ouvir e sentir as necessidades da população, suas reivindicações e prioridades para juntos encontrarem as soluções viáveis, isso quando se tem consciência e vontade política, seriedade e compromisso sendo este o caminho de acesso à integridade e a emancipação dos cidadãos.


Computadores da Biblioteca Pública desligados ( energia cortada por falta de pagamento)

Ilha \Digital desativada.

Computadores da Ilha digital desmontados

Prédio que funcionava o Telecentro


quinta-feira, 26 de junho de 2014

Água consumida em Madalena tem qualidade?

Meus amigos, segundo o que já havíamos questionado na Câmara Municipal, postado como noticia neste blog (veja matéria ) e divulgado por entre o povo o problema da água em Madalena é causa de discussão que arrastou-se no passado por conta de sua falta e agora cai em outra problemática: a da falta de qualidade.

Conforme, pesquisas realizadas sobre a qualidade da água, que é indispensável à manutenção da vida e que seu uso de forma racional gera impacto na economia e na preservação da saúde coletiva da população, disso ninguém tem dúvida. Mas, quantos de nós, madalenenses já paramos para pensar e termos a preocupação de verificar se água que ingerimos ou consumimos em nosso banho diário é adequada ao consumo humano? Ultimamente em Madalena (Sede) estamos sentindo a necessidade de investigarmos o procedimento que é utilizado na água que vem do Açude Umari, segundo relatos da população e por alguns bairros mais atingidos, a água que vem na torneira se encontra totalmente inadequada, apresentando mau cheiro, suja e com pequenas larvas vermelhas. 

Tendo em vista atender e ao mesmo tempo contemplar a melhoria na qualidade da água consumida em Madalena queremos o mais rápido possível uma ação por parte do Senhor Prefeito Coronel Zarlul Filho junto aos órgãos competentes para resolver ou pelo menos, minimizar essa tal situação existente. De imediato, como medida de precaução e informação para toda população sobre esse devido cuidado com água sugerimos aos Senhores Secretários Municipais de Educação, Saúde, Assistência Social e Cultura, que elaborem projetos educativos com os alunos, adolescentes e as famílias com aulas atrativas, elaboração de projetos de teatro, música, dança, cartilhas, boletins informativos sobre a qualidade de vida desse bem precioso que é ainda, a água. Ainda sobre essa viabilidade esperamos contar com a boa vontade da população de receber as informações, pois somos sabedores da importância dessa natureza, porque “muitas doenças e até mortes são decorrentes da contaminação da água provocada pela falta de saneamento, por lixo, agrotóxicos e outros resíduos orgânicos”.

Nesse sentido, a avaliação da qualidade da água do SAEE Madalena servirá de base para nortear a efetivação de uma política pública eficiente em relação ao uso e consumo da água. Portanto, para finalizar meu questionamento faço a seguinte pergunta: será que nossas autoridades locais estão consumindo a água do Açude Umari para consumo e banho? A população carente sim pagam a taxa e, são obrigados a consumirem de maneira como se encontra, inutilizável e desqualificada.

Água que chega em nossas casas

O fato é que estamos vivendo um tempo de delicado acesso a água de qualidade no município de Madalena. Não seria necessário a busca de meios urgentes por parte dos gestores para qualificação da água consumida pelo povo? E feita esta qualificação não seria necessário um planejamento para seu bom uso? Não seria necessário um racionamento organizado, explicado e honesto para que a distribuição da água fosse feita de maneira que atendesse aos diversos bairros de Madalena sem que nenhum sofresse a falta da água de qualidade? Será mesmo que o Açude Umari, que foi anunciado como redenção para Madalena esta sendo cuidado e protegido como se deveria?

Esta é a hora de interrogarmos, e questionando alimentarmos esperanças de que um dia o povo se levantará das Águas Amargas do Atraso; que o grito popular que anseia por progresso se faça ouvir por aqueles que regem os conturbados destinos administrativos que Madalena vive.

Campanha iniciada pelo o cidadão Tarcísio Junior.


















terça-feira, 10 de junho de 2014

Coronel viaja à Itália a passeio ou a trabalho?

Meus amigos, o Prefeito Coronel Zarlul, em fevereiro/2014, viajou à Europa, conforme já noticiado por este blog (veja matéria) com recursos da Prefeitura Municipal de Madalena. A Câmara Municipal solicitou informações sobre a viagem, de acordo com o requerimento 01/2014, aprovado em 22/abril e, depois de decorrer o prazo, o Prefeito Coronel envia suas explicações sobre a viagem à Itália. (anexo 1). 

Bom, vamos lá! Conforme as explicações, o Coronel Prefeito Zarlul diz que foi a Milão/Itália “a convite”(o convite não foi mostrado) de empresas estrangeiras (!?) que transformam resíduos e rejeitos sólidos em energia. E que o maior objetivo daquela viagem foi desenvolver estratégias e adquirir novos conhecimentos e tecnologias, a fim de implementá-los no Consórcio Municipal para Aterro de Resíduos Sólidos – COMARES. 

Vale destacar que Madalena contribui financeiramente com o COMARES do qual faz parte. Portanto, não é interessante a nossa cidade pagar duas vezes por essa viagem, já que existem fundos para o funcionamento do referido Consórcio. (Veja o Anexo 2).

E como explicar a ida do Procurador Geral do Município, Dr. Lucas Vale Menescal? Bem, foi justificada a sua participação na viagem por:
“...possuir expertise neste assunto. Nesse ponto, deve ser destacado o seu conhecimento técnico multidisciplinar na seara jurídica e ambiental, análise de documentação e parâmetros legais." Texto do Oficio nº 69/GP (Anexo 1).
Então, meus amigos, tudo isso nos faz entender que as negociações estão avançadas! Porém, não nos foi apresentado nenhum documento ou contrato que comprovasse realmente o convite e a necessidade dessa viagem. Para que tanta “ expertise” com o nosso dinheiro? 

Sr. Prefeito Coronel Zarlul, gostaríamos de lembrá-lo que aqui, no nosso Brasil, temos exemplos como utilizar bem o lixo (resíduos sólidos) e transformá-los em energia, ou em outra solução bem mais fácil, como já é feito em muitos lugares, através da RECICLAGEM. Não queremos aqui fazer nenhum juízo de valor sobre a sua viagem à Itália, mas conforme nos foi explicada não obteve êxito algum para Madalena, apenas foi uma motivação para que os senhores conhecessem a "milenar capital da Sereníssima República de Veneza” com o nosso dinheiro, para variar! Para não ficar nenhuma dúvida, vejamos as fotos postadas pelo Secretario de Governo, Sr. Marcos Lage, em sua página pessoal do "Facebook". É no mínimo estranho!

Queremos também lembrar, Sr Prefeito Coronel, que o nosso município passa por sérios problemas financeiros, o que vem causando um sentimento de incerteza em toda a população, e não querendo sermos repetitivos, mas tudo isso é culpa de uma administração desastrosa, irresponsável, sem respeito aos servidores que estão recebendo seus salários com atraso, deixando faltar o mais básico para o nosso povo. 

E quando solicitamos informações do uso dinheiro público, por muitas vezes não somos atendidos e, quando somos, vem o Senhor com essas desculpas que é para BOI DORMIR!

Prefeito Coronel Zarlul em Veneza/Itália










Anexo 1
Resposta ao Requerimento 01/2014, aprovado por unanimidade pelos vereadores de Madalena.





Anexo 2
    Comprovante de repasse de recursos ao Consórcio Municipal para aterro de resíduos sólidos.
O Consorcio é composto por 05 cidades: Canindé, Itatira, Madalena, Caridade e Paramoti.







quinta-feira, 29 de maio de 2014

Madalena é um dos Municípios do Ceará com piores índices no Spaece-Alfa.

A Secretaria da Educação Básica (SEDUC), vem implementando, desde 1992, o Sistema Permanente de Avaliação da Educação Básica do Ceará – SPAECE, na vertente Avaliação de Desempenho Acadêmico, caracteriza-se como avaliação externa em larga escala que avalia as competências e habilidades dos alunos do Ensino Fundamental e do Ensino Médio, em Língua Portuguesa e Matemática. As informações coletadas a cada avaliação identificam o nível de proficiência e a evolução do desempenho dos alunos.

Considerando a importância da avaliação como instrumento eficaz de gestão, a SEDUC amplia, a partir de 2007, a abrangência do SPAECE, incorporando a avaliação da alfabetização e expandindo a avaliação do Ensino Médio para as três séries de forma censitária. Desta forma, o SPAECE passa a ter três focos:

• Avaliação da Alfabetização – SPAECE-Alfa (2º ano).
• Avaliação do Ensino Fundamental (5º e 9º anos) e
• Avaliação do Ensino Médio (1a, 2a e 3a séries).

Sendo uma das preocupações do Governo, o SPAECE-Alfa surge em decorrência da prioridade do atual governo na alfabetização das crianças logo nos primeiros anos de escolaridade, expressa através do Programa Alfabetização na Idade Certa (PAIC).

O SPAECE-Alfa consiste numa avaliação anual, externa e censitária, para identificar e analisar o nível de proficiência em leitura dos alunos do 2º ano do Ensino Fundamental das escolas da Rede Pública (estaduais e municipais), possibilitando construir um indicador de qualidade sobre a habilidade em leitura de cada aluno, o qual permite estabelecer comparações com os resultados das avaliações realizadas pelos municípios e pelo Governo Federal (Provinha Brasil).

Quanto à Avaliação do Ensino Fundamental, de natureza censitária, dando continuidade à série histórica do SPAECE, manteve-se com periodicidade anual, intercaladas aos ciclos do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica – SAEB.

A referida avaliação é realizada nas séries finais de cada etapa do Ensino Fundamental, com a finalidade de diagnosticar o estágio de conhecimento, bem como analisar a evolução do desempenho dos alunos do 5º e 9º anos e os fatores associados a esse desempenho, produzindo informações que possibilitem a definição de ações prioritárias de intervenção na Rede Pública de ensino (estadual e municipal).

Um dos objetivos é fornecer subsídios para formulação, reformulação e monitoramento das políticas educacionais; – Possibilitar aos professores, dirigentes escolares e gestores um quadro da situação da Educação Básica da rede pública de ensino.

Nesse contexto, o nosso Município ocupa hoje no cenário da educação cearense um dos piores, nos resultados do SPAECE-ALFA, junto aos demais Municípios mais críticos do Estado, sendo eles: Icó (136,6), Morada Nova (138, 9), Quixadá (141,3), Itapipoca (142,9), Santa Quitéria (143,2), Jaguaribara (146,4), São João do Jaguaribe (146,7), Madalena (146,9), Senador Pompeu (147,4) e Jaguaretama (148).

O Município de Fortaleza (capital) está em último lugar no Estado na avaliação do Spaece-Alfa, pelo segundo ano consecutivo, sendo mensurado o nível de alfabetização dos estudantes no término do 2º ano do Ensino Fundamental 1.

Os melhores índices foram alcançados pelos municípios de Meruoca (267,8), Mucambo (263,4), Nova Olinda (258,9), Abaiara (257,3), Porteiras (254,1), Cariré (251,7), Varjota (249,1), Antonina do Norte (245,9), Pacujá (238,7) e Pires Ferreira (238,1). Ao todo, 99.569 alunos do 2º ano de 4.550 escolas públicas participaram da avaliação externa da Secretaria da Educação (Seduc), que identifica e analisa o nível de desempenho dos estudantes.

Esperamos que os representantes e gestores da Educação Municipal, desde o Secretário, os técnicos e professores usem os resultados do índice como parâmetro para orientar a melhoria do ensino da nossa Rede. Uma análise das instituições campeãs do ranking mostra que medidas simples trazem resultado. O que essas escolas têm de diferente, no geral, é seu empenho em ensinar, ou seja, o compromisso de cada educador com seus alunos. Traduzindo em exemplos: nesses colégios mais bem colocados, a média de permanência do diretor no cargo é de no mínimo três anos, contra a média nacional de doze meses. Outro: neles lê-se pelo menos quatro livros por semestre, enquanto a maior parte das escolas brasileiras não faz exigência de leitura e, por último um bom nível de formação dos professores por áreas para atuarem de acordo com às exigências da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB 9394/96) e se apropriarem do Projeto Político Pedagógico (PPP) de cada Unidade de Ensino, trabalhando assim suas identidades, costumes, necessidades e valores em torno da comunidade escolar.

Trazendo para momento em que vivemos, o nosso município, que no ano de 2013 passou por diversas dificuldades administrativas, tumultuou os nossos alunos, que são as vitimas desse processo e que os danos causados dificilmente serão recuperados. E aí está,  um dos resultados dessa administração do Prefeito Coronel Zarlul, a educação, encontra-se em crise prejudicando o nosso bem maior que são as nossas crianças. 

Como podemos ter bons resultados Sr. Prefeito Coronel e Secretário de Educação se a merenda escolar é de péssima qualidade? 

Se os nossos transportadores escolares só recebem atrasados seus vencimentos e  por muitas vezes  paralisam seus serviços deixando de levar até a escola os nossos alunos? 

Cadê o reajuste salarial  dos Professores? O Governo federal já repassou para os municípios  no mês de Maio o valor referente ao reajuste para 2014.

Servidores desmotivados, pois, desde o inicio da gestão sofrem com atrasos nos pagamentos!

Escolas em péssimas condições, necessitando com urgência de reformas! 

Obras paralisadas, demonstrando descaso com o dinheiro público!

Será que tudo isto, não interfere nos resultados? 

Meus amigos, a administração pública é coisa séria, vejam o tamanho do estrago em 01 ano de Administração do Coronel Zarlul.
Creche São Domingos Sávio que atende 280 crianças


Muro da creche que caiu e ficou 30 dias sem aulas



Creche da Sede de Madalena (obra paralisada desde 2011)

Creche da Sede de  Madalena


Escola da Localidade de União ( obra paralisada)

Escola de Paus Brancos ( obra paralisada desde 2011)

Ônibus no patio da Prefeitura (greve dos Motoristas)

Escolas em greve





quarta-feira, 28 de maio de 2014

MP AJUÍZA AÇÃO DE IMPROBIDADE CONTRA PREFEITO DE MADALENA.

O Ministério Público do Estado do Ceará ajuizou, nesta terça-feira (27), uma ação civil pública contra o prefeito do Município de Madalena, Zarlul Kalil Filho; o secretário da Educação, Galileu Viana Chagas Filho; e a secretária da Saúde, Antônia Solange dos Santos Viana, por improbidade administrativa. O documento foi assinado pelo promotor de Justiça Gustavo Pereira Jansen de Mello.
 Denúncias apontam que os secretários da Saúde e da Educação de Madalena estão desde o início de 2013, sob autorização expressa do prefeito, efetuando contratações temporárias para cargos e funções públicas nas suas pastas de modo absolutamente arbitrário. Os prestadores de serviços temporários não possuem contrato escrito, inclusão em folha de pagamento ou lei de autorização. Essas contratações violam os princípios da Administração Pública e caracterizam nítida preterição dos aprovados no concurso público realizado pelo Município em 2012, ainda em pleno vigor.    
 
 O MP pede à Justiça que determine a suspensão dos direitos políticos de três a cinco anos; a perda dos cargos públicos exercidos; o pagamento por cada um de multa civil de até 100 vezes o valor das remunerações percebidas; e a proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais/creditícios pelo prazo de três anos. 
 
 O promotor de Justiça explica que só o fato das contratações terem sido realizadas com violação ao concurso público vigente, em nítida preterição dos aprovados no certame, já seria suficiente para caracterizar as condutas dos réus como atos de improbidade administrativa. “Entretanto, os demandados foram além, instituindo na Administração Pública de Madalena um método de gestão de recursos humanos sem a mínima transparência, mediante a contratação verbal de funcionários, sem qualquer vínculo formal com o município”.
 Vale destacar que já tramita na Comarca de Madalena outra ação civil pública ajuizada pelo MP na qual foi deferida liminar determinando a nulidade dos contratos temporários, a nomeação dos candidatos aprovados no concurso até o número de vagas e a proibição ao Município de Madalena de efetuar novas contratações temporárias.



 
 http://www.mpce.mp.br/servicos/asscom/destaques.asp?cd=3123

Fonte: Ascom


segunda-feira, 26 de maio de 2014

Nota de Pesar!



Lamentamos profundamente o falecimento do nosso amigo João Nunes, vitima do trágico acidente de ônibus na cidade de Canindé-CE, ocorrido no 18 de maio de 2014, que lutou para ficar aqui conosco, mas Deus o chamou hoje 26/05 para perto dele. 
Apresentamos nossos sentimentos de condolências aos seus familiares. Que Deus seja o conforto nesse momento tão doloroso para todos.

sexta-feira, 23 de maio de 2014

Enem 2014: Último dia de Inscrições.

                                     



Período de Inscrições do Enem 2014 chega ao fim hoje com maior número de inscritos da História do Exame.

Os estudantes interessados em fazer o Enem 2014, Exame Nacional do Ensino Médio, devem se apressar com urgência. Termina nesta sexta-feira o prazo para se inscrever. As inscrições foram abertas na manhã de segunda-feira (12 de maio) e podem ser feitas até as 23h59 de hoje no (site oficial do enem). O Ministério da Educação (MEC) divulgou que as inscrições já ultrapassaram 7 milhões de estudantes.

Criado em 1998, o Enem tem suas notas usadas no processo seletivo do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), para vagas em universidades e institutos federais, para o candidato pedir bolsa de estudos através do Programa Universidade para Todos (Prouni), solicitar benefícios do Programa de Financiamento Estudantil (Fies), obter certificado de conclusão do ensino médio e participação no programa Ciência Sem Fronteiras.

A taxa de inscrição é de R$ 35,00 e pode ser paga até o dia 25 deste mês, sob pena de não ser confirmada a inscrição. Estão isentos do pagamento os concluintes do ensino médio em 2014 matriculados em escola da rede pública de ensino e aqueles que comprovarem carência socioeconômica.

Fonte: by equipe enem.

terça-feira, 20 de maio de 2014

Nota de Agradecimento!

Meus amigos queremos aqui agradecer o empenho do Promotor de Justiça Dr. Gustavo Jansen pela a rapidez na solução do problema da Antena Local que, após tomar conhecimento da ausência de sinal, já encaminhou oficio a Coelce, que veio fazer a religação da energia e, desde quinta-feira (08), estamos recebendo os sinais das seguintes emissoras: TV Diário, Canal 10 e TV Cidade.
                    
Conforme foi noticiado por este blog (veja matéria), a ausência de sinal da TV Local deu-se pelo o corte de energia da UC (unidade consumidora), motivado pela falta de pagamento desta.  Naquele momento (11 de dez/2013), procuramos o setor responsável da prefeitura, a Secretaria de Administração, e fomos informados que, posterior ao corte, teria sido pago o débito referente aquela unidade. 

Pois bem, se tinha pagado, seria justo a religação desta energia, mas como a prefeitura encontra-se em débito com a Coelce, referentes a outros prédios, não seria possível a religação daquela unidade. 

Em visita ao Ministério Público de Madalena, informamos ao promotor o que estava acontecendo. Foi-nos pedido um relato dos fatos com respectivos documentos para que ele pudesse analisar e tomar as providências cabíveis. 
E finalmente o problema com a Coelce daquela unidade consumidora foi resolvido e o sinal foi restabelecido. Esperamos que, o Poder Executivo mantenha o serviço em funcionamento normal e sem interrupção. 









domingo, 18 de maio de 2014

Nota de Pesar!



Lamentamos profundamente o  trágico acidente de ônibus na cidade de Canindé-CE, ocorrido hoje 18/05 vitimando amigos madalenenses e amigos da nossa cidade vizinha Boa Viagem. 
Na oportunidade apresentamos nossos sentimentos de condolências aos familiares enlutados. Que Deus seja o conforto nesse momento tão doloroso para todos.

domingo, 11 de maio de 2014

Feliz Dia das Mães!



Ser mãe não é apenas carregar no ventre, por alguns meses, um óvulo fecundado! 
Ser mãe não é somente passar pela dor cruciante de trazer um filho ao mundo! 
Ser mãe não é simplesmente dar o alimento, vestir e cuidar do físico e dos estudos! 
Ser mãe não é embonecar uma criança, fazendo dela um enfeite, um “bibelô”!
Ser mãe é muito mais do que isso! 
Ser mãe é dividir o que se tem, sempre priorizando os filhos; 
Ser mãe é cuidar, amar, amar e amar! 
Ser mãe é depender da graça de Deus dia após dia, hora após hora, minuto após minuto; 
Ser mãe é estar na dependência total do Deus Maravilhoso que não falta nunca, que sempre nos protege e nos ampara;
Ser mãe é se sentir abençoado por ter recebido do Senhor o privilégio de tomar conta de um pequeno ser; 
Ser mãe é ver o seu amor imperfeito comparado ao perfeito amor do grande Deus.
Ser mãe é envelhecer sorrindo; Mesmo na solidão do ninho que ficou vazio;
Porque sabe que cumpriu a sua parte; E o que faltou, o Pai celeste completará; 
Pois dele vem a promessa: “Não temas, pois Eu estou contigo em todo momento”. 
Ser mãe é ser feliz somente por ser mãe!

Feliz Dia das Mães!

sábado, 10 de maio de 2014

A INDIGNAÇÃO DE UM CIDADÃO MADALENENSE.


                          
( imagem autorizada pelo depoente)

Meus amigos, com a mensagem deste vídeo podemos refletir sobre a indignação que toma conta de todos os Madalenenses. Trata-se de um momento delicado: um Prefeito-Coronel que com Mão de Ditador fere e humilha a dignidade de nosso povo e demarca nossa terra por meio das bandeiras da incompetência administrativa e da ausência de transparência para com a aplicação e a gestão dos recursos públicos. 

Em Madalena, todos sofrem as conseqüências de uma administração que não tem se quer o mínimo de respeito para com o povo. Trata-se de um governo dotado de uma seqüência de crises internas e externas onde em desvantagem estão os cidadãos, cidadãs, servidores públicos e a população em geral. Madalena esta mergulhada em um Vale Escuro no qual as incertezas dominam e o veneno do comodismo, do não saber fazer, da falta de vontade de querer realizar ao menos o básico já contaminou as mais diversas repartições, setores e/ou secretarias.

Mas o que dizer, quando o espelho da verdade é posto sob luz tão intensa, que ao refletir dói sobre a visão daqueles que ainda se erguem em defesa de uma gestão desumana, perseguidora dos servidores e desonesta para com todo o povo? O Que dizer quando uma cidade que possui quase 19 mil habitantes se encontra sem os serviços básicos da saúde? Diante dos fatos, cabe a reflexão: Para que (para quem) estão sendo destinados os recursos que deveriam servir para disponibilizar médicos para o atendimento hospitalar e nos PSF’s (Programa Saúde da Família)? E a segurança publica, estará mesmo entregue a um destino sem definição?


HOSPITAL DO MUNICÍPIO DE MADALENA FALTA MÉDICOS E MEDICAMENTOS.

Por João de Oliveira Costa (Vereador). 

Em visita ao hospital municipal MãeTotonha da cidade de Madalena, os vereadores de oposição, Sonia e João Filho, depararam-se com situações constrangedoras ao que diz respeito aos serviços aos cidadãos. Logo na recepção, foi identificada a falta de médicos desde a quarta feira dia 07/05 até a manhã de hoje, ficando um enfermeiro assumindo o posto de médico, prejudicando assim o andamento em diversos tipos de atendimentos.

Entrando no hospital, foi possível identificar os leitos em péssimos estados, camas sem lençóis e colchões muito desgastados. Também, o mato tomando conta de quase tudo e invadindo o hospital. Os funcionários trabalhando sem equipamentos adequados e de higiene, profissionais tendo que se sacrificar para fazer coleta de sangue com seringas inapropriadas, pois as apropriadas para o uso estão em falta e sem nenhuma previsão para chegar.

A estrutura da entrada do hospital em péssimas condições de trabalho e sem nenhuma previsão de, pelo menos, uma pequena reforma. Agora perguntamos. Onde estão os recursos da emenda parlamentar do deputado Andre Figueiredo (PDT) que destinava ao município de Madalena, para a reforma do hospital MãeTotonha, o montante de R$ 900.000.00. (novecentos mil reais). Ou será que o Sr. Prefeito, por falta de acompanhamento, perdeu mais essa emenda para nosso município? São perguntas que ficam no ar.

Outra coisa grave que identificamos, foi o atraso no pagamento de todos os servidores da saúde, chegando a entrar agora, no mês de maio, no 3° mês sem que eles recebessem seus proventos, que é uma obrigação da prefeitura pagar em dia seus funcionários. Fazendo assim com que eles trabalharem sem nenhum estímulo, o que prejudica gravemente o atendimento aos pacientes.

Visitando as duas farmácias, a que fica dentro do hospital e a que se encontra na secretaria de Saúde, percebe-se a falta de muitos medicamentos e explicações inaceitáveis para o momento, fazendo, assim, crescer a incerteza de que a saúde de Madalena possa sair desse descaso e tornando a população carente, que necessita desses serviços, a vítima que paga o preço por esse desmando. Já não basta pagarem seus impostos, ainda têm que suportar uma administração que não prioriza a população de Madalena.

Fotos do Hospital Mãe Totonha. 




 Pacientes a procura de médicos.

 Entrada do Hospital.

 Hospital Mãe Totonha
Visita a farmácia do município.

Hospital Mãe Totonha

Lavanderia do Hospital

Cama do Hospital

Local de armazenagem de remédios vencidos


sexta-feira, 2 de maio de 2014

Arrecadação do Município de Madalena do mês Abril/2014.

Meus amigos, a arrecadação do mês de abril/2014 aumentou 24% em relação a março deste ano. Só a verba do Fundeb que é para pagar professores, auxiliares, motoristas, vigilantes e outras despesas relacionadas a educação foi de R$ 841.857,98. A folha de pagamento da secretaria de educação (efetivos e contratados) é de R$ 604.000,00. Como justifica o atraso dos servidores da educação se tem dinheiro suficiente para pagar a folha total. 
Entenda o que é Fundeb  (clique aqui).







quinta-feira, 1 de maio de 2014

O Dia do Trabalhador.

                                        Você nunca sabe que resultados virão da sua ação. Mas se você não fizer nada, não existirão resultados.
                                                                                                                                  (Mahatma Gandhi)

Hoje, 1° de maio em diversas partes do mundo o trabalhador foi honrado por sua participação singular na edificação da sociedade. Em Madalena parece-nos que as homenagens se reduziram tão somente ao silencio do poder público e de outras organizações  que em épocas passadas se utilizavam desta data para despertar na sociedade um sentimento de conscientização sobre este dia de reflexão e protesto.

Em Madalena o servidor público se encontra entre a cruz e o punhal onde direitos básicos não são assistidos e o salário que é garantido pela lei em vigor à alguns é negado, deixando o servidor em uma situação constrangedora e de total insegurança financeira, Instabilidade esta que tem sua raiz em uma administração sem projeto e descontrolada, sob a regência do Prefeito-Coronel.

Quando de fato podemos comemorar o Dia do Trabalho de forma digna e respeitosa?
Quando será que o povo de Madalena encontrará um oásis em meio ao deserto administrativo que ora se encontra?

Seria muito para o servidor do município de Madalena receber em dia seu salário?

Hoje, unimos nossa voz a voz de tantos homens e mulheres que acreditam na força do trabalho em suas mais diversas formas. Cremos na honestidade como luz norteadora, na competência como guia para o progresso e na ética como meta a ser perseguida por todos aqueles que desejam uma sociedade mais justa.




sábado, 26 de abril de 2014

Prefeitura de Madalena banca viagem do Prefeito-Coronel e seu procurador à Itália


Meus amigos, o Prefeito Coronel Zarlul viajou à Itália com recursos do município, conforme documentos em anexo. Segundo conversa informal com sua assessoria tomamos conhecimento que o mesmo teve como destino a resolução de problemas que envolvem o lixo de Madalena.
 
Mas, como entender o valor grandioso do lixo de Madalena que inclusive na atual administração já foi causa de analise, polêmicas e denúncias devido o superfaturamento, possíveis fraudes na licitação, atestados técnicos fraudulentos e outras discussões? (confira aqui). Sendo que é, visivelmente, constatado um fraco serviço na coleta do lixo em nossas ruas e também o seu destino é causa de reflexão; pois o lixão é um lugar a céu aberto e, diga-se de passagem, em um terreno bem próximo ao Açude Umari que é nossa fonte única de abastecimento de água potável.  
 
Pasmem! O que sabemos é que o empenho e a nota fiscal que comprovam a compra de passagens áreas (anexos) trata-se de um vácuo de informações que não deixam às claras os reais objetivos da viagem do Prefeito-Coronel à Itália, juntamente com seu procurador municipal Lucas Vale Menescal.
 
Para o Poder Legislativo e para população em geral, seria necessário um mais amplo esclarecimento sobre os reais objetivos da referida viagem, tendo em vista que o município encontra-se em crise de administração de recursos; onde o funcionalismo público penumbra no vale de atrasos de seus pagamentos, bem como o povo sofre a ausência dos serviços básicos: assistência médica, educação interrompida em sua grade curricular, prejudicando assim os alunos da rede publica de ensino, o enfraquecimento da economia local, a falta de apoio e incentivo à agricultura, jovens desassistidos no acesso à cultura, o esporte e o lazer,  segurança debilitada e fragilizada e tantos outros problemas enfrentados pelo povo, mediante a atual administração que vem demostrando há um ano e quatro meses, sua incompetência administrativa.
 
Vejamos: segundo a nota fiscal, o valor de R$ 7.400,00 (sete mil e quatrocentos reais) pago nas passagem aéreas entre Fortaleza e Itália/ Itália e Fortaleza,  se fosse aplicado no pagamento de servidores, poderia resolver pelo menos dez das situações de atraso daqueles que ganham, sofridamente, o salário mínimo. Além disso, não se pode aceitar que uma viagem de valor tão elevado para os cofres públicos não traga nenhum beneficio e/ou resultados claros e precisos em utilidade ao nosso município. O que é de se interrogar é como uma cidade pobre como Madalena teria condições de destinar recursos para que o Prefeito-Coronel e seu procurador voassem rumo à Itália em passeio enigmático, até então, desprovido de documentos que comprovem os verdadeiros motivos desta viagem.   
 
Teria o Prefeito Coronel visitado o Ministro da Economia da Itália para requerer informações de como administrar em crises? Teria o Prefeito-Coronel apelado ao sobrenatural  visitando a Capela Cistina, beijando o anel de pescador do papa para receber a benção de Francisco I, trazendo para Madalena uma luz em meio às trevas administrativas? O que também é estranho é o fato de não aparecer na contabilidade valores referentes às despesas com hotel, alimentação e outras mais. Teria sido este um tempo de jejum e de exercício de práticas de humildade e sacrifícios?
 
Por tudo o que foi acima apresentado, os vereadores de oposição: Sônia Oliveira Costa, José Nunes e João Filho sentiram-se no dever cívico de encaminhar à Mesa Diretora da Câmara Municipal um requerimento exigindo explicações dos difíceis benefícios que poderão advir á Madalena desta viagem e comprovações dos gastos feitos com recursos públicos. Ressaltamos que o requerimento foi aprovado por unanimidade por toda edilidade.
 
Por fim, aguardamos com o povo de Madalena, ansiosamente, que a Câmara  Municipal faça valer o seu papel fiscalizador, intimando o Prefeito-Coronel a atender às exigências do requerimento. Que esta ação não seja como a do requerimento dos extratos das contas bancárias do munícipio que, até a presente data, não nos foi dado um posicionamento de transparência com o uso dos recursos financeiros.
 
 Anexos: