quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Zarlul: uma erva daninha na política de Madalena!



Meus amigos, no meio desses acontecimentos políticos que vêm ocorrendo nos últimos dias em nossa cidade, lembrei-me de uma postagem do meu irmão Fábio, ainda nas convenções da campanha para prefeito de 2012,  onde ele nos alertava sobre o risco da vitória do coronel Zarlul para Madalena. De fato, ele foi certeiro nas suas análises, não porque tinha uma bola de cristal, mas porque soube, como ninguém, ler as circunstâncias e os fatos da época e suas implicações para o futuro de Madalena.
Fabio Fonseca
28 de junho de 2012 ·
ZARLUL: A NOVA ERVA DANINHA DE MADALENA!
Meus amigos, perdoem-me pelo título tão apelativo, mas foi a única forma de lhes chamar a atenção para estas linhas. Como filho de Madalena, vejo-me no dever de expressar meu pensamento sobre as eleições próximas, pois, com a candidatura do coronel Zarlul Filho, corremos o risco de plantar uma nova erva daninha na política de Madalena.
Explico.
Qual a legitimidade da candidatura do coronel? Não estou discutindo a sua legalidade ou o direito que o cidadão Zarlul tem de ser candidato. Não é isso. Até porque esse direito é constitucional, e todo cidadão pode escolher qualquer lugar para ser político. 
A pergunta é outra. 
O que ele fez para MERECER ser candidato e, caso seja eleito, administrar cerca de R$ 80.000.000,00 (oitenta milhões de reais) de recursos públicos nos próximos 4 anos? Estaremos, afinal, dando-lhe carta branca para administrar a educação, a saúde e organização de nosso município por quatro e longos anos.
Alguns dirão. O merecimento está no apoio do atual prefeito e de várias lideranças! Outros. Ele já vem ajudando com sua influência junto ao Governador Cid Gomes! Os mais íntimos, são as boas intenções que ele tem para com o povo de Madalena! E os mais incrédulos, tem dinheiro para bancar a campanha!
P'ra mim, isso não o legitima a ser candidato para comandar Madalena. Creio que, para ser líder de um povo, o postulante tem que se identificar com os eleitores. Tem que captar e transformar em ação o pensamento dos seus liderados! Tem que nascer da própria dinâmica e luta de forças locais. E não ser uma peça artificial, colocada e pensada para aquela posição.
Ora, meus amigos, a candidatura do senhor Zarlul é artificial. Pensada em gabinete. Ela só atende aos interesses do Domingos Filho e do Cid Gomes. E com a sua vitória (?) em outubro, consolida todo o projeto de dominação desses dois sobre a região: colocando um prefeito desapartado do povo. Será a transformação final da Madalena em um “curral” eleitoral. Me perdoem, mais uma vez, pela expressão!
Será que o coronel Zarlul terá a convicção e a firmeza de romper com os seus mentores em prol das necessidades da população de Madalena? Isso é o que se espera de um líder! Será que entre o interesse pessoal e da população de Madalena, terá a hombridade de escolher o povo de Madalena?
Ouso discordar do meu amigo Chico Almir, mas a candidatura do Zurlul não é prova de amadurecimento político do povo de Madalena! Pelo menos não é a de suas lideranças. Pois, das pessoas que apoiam esta equivocada candidatura, têm muitos lideres com LEGITIMIDADE para ser candidato. O que lhes faltou, então?
A tibieza dessas lideranças custará muito caro para a população e para elas próprias, pois ficarão nas mãos de uma nova erva daninha da política madalenense.
Um abraço a todos.





Posse do vice Prefeito no cargo de Prefeito de Madalena

Meus amigos, Madalena viveu, ontem, 26 de novembro, um dos dias mais marcantes de sua história política. O vice-prefeito Eurivando Vieira tomou posse do cargo de Prefeito de nossa cidade. O fato ocorreu depois da ação do Ministério Público, que depois de uma minuciosa investigação, e de constatadas diversos indícios de irregularidades, solicitou o afastamento, imediato, do prefeito Zarlul Kalil Filho por 180 dias. 

Os presentes ovacionaram o prefeito interino, após seu discurso emocionado, no qual se comprometeu em zelar pelos recursos públicos e ouvir a população antes de tomar as principais decisões. 

Eurivando Vieira contará com o nosso apoio em todos os projetos que beneficiem os servidores públicos e, acima de tudo, que contribuam para o desenvolvimento da nossa cidade. 

Vale lembrar, que esta conquista histórica deve-se, principalmente, ao apoio incondicional da população de Madalena que sempre esteve presente nas ações que combatiam os desmandos existente na administração hora afastada. Madalena agradece penhoradamente à atuação eficiente da justiça estadual com destaque para o trabalho diuturno do ministério público. Fica comprovado que quando o povo se organiza e luta transforma a sua realidade. 









terça-feira, 25 de novembro de 2014

MADALENA ESTÁ SEM PREFEITO!

Meus amigos, é lamentável a situação que ocorreu hoje (25/11/2014) em nosso Município. É para ficar registrada por muitos anos na memória do povo. Pois, de uma só vez, a Justiça afastou todos os gestores da Prefeitura Municipal por envolvimento em fraude nas licitações que desviou sete (7) milhões de reais do dinheiro do povo.
Taí a explicação porque o salário dos servidores estão atrasados!

Realmente, não tem expressão melhor para explicar a situação de Madalena do que "Caixa-preta". De fato, a administração do prefeito coronel Zarlul é marcada pelo desgoverno, autoritarismo, sonegação de informações para a Câmara Municipal, desprezo pelos servidores públicos e pela nossa cidade.

Nesses dois últimos anos, temos sofrido muito com a incompetência do Coronel. Estamos até hoje levando "lapada" de um político que caiu de "paraquedas" em Madalena. E não satisfeito, envolveu todos aqueles que nele se encostaram.

Apenas para ilustrar a situação, cito algumas expressões da decisão judicial:
"Afirma, com lastro na análise preliminar dos documentos apreendidos, que a comissão de licitação de Madalena funcionava como FÁBRICA CLANDESTINA e IMORAL voltada para a produção de procedimentos licitatórios do ente municipal, com o BENEPLÁCITO e PARTICIPAÇÃO dos GESTORES PÚBLICOS MUNICIPAIS, que tinham suas FRAUDE referendadas e ESTIMULADAS por pareceres criminosos e ímprobos dos procuradores jurídicos".
Em outra passagem, afirma que os envolvidos, em tese, cometeram crimes:
"(...) os documentos apreendidos demonstram a REITERAÇÃO, por parte dos promovidos, de condutas que não condizem com o PADRÃO ÉTICO que deve reger o agente publico. Noticiam atos que configuram, em teses, CRIMES CONTRA A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA e contra a Lei de licitações, além de serem violadores dos princípios da Administração Pública".
Para exemplificar, vejamos os principais problemas encontrados nas licitações que foram utilizadas para o desvio de 7 milhões de reais dos cofres da Prefeitura:
- Montagem de licitações
- Documentos sem assinatura;
- Ausência de documento essencial para a licitação;
- Licitação sem pesquisa de preço;
- Parecer do Procurador pela legalidade do processo faltando documentos e assinaturas;
- Homologação da Licitação pelo Secretário concordando com parecer jurídico que não existe no processo;
- Contratação de empresas com irregularidades;
- Documentos de empresas com datas posteriores a realização da licitação;
- Contratos sem assinatura;
Tudo isso, meus amigos, pasmem, com o beneplácito dos filhos de Madalena nomeados como Secretários Municipais.

Ora, muitos dos gestores afastados pela Justiça já tinham experiência em administrações passadas, já foram até prefeito. Será que não sabiam que estavam fazendo? Será que foram todos enganados pelo Prefeito?
Felizmente, o Ministério Público agiu logo e a Justiça não só decretou o afastamento dos gestores como decretou a indisponibilidade de seus bens e a quebra do sigilo bancário desde janeiro de 2013, a fim de recuperar os 7 milhões desviados.


Entrevista do Promotor de Justiça, Dr. Gustavo Jansen.

Entretanto, o povo de Madalena não pode ficar parado esperando apenas pelo Ministério Público e pela Justiça, temos que fazer nossa parte e exigirmos que a Câmara Municipal de Vereadores casse o Prefeito, porque não será ela também conveniente com esses desmandos. Tá na hora dos verdadeiros filhos de Madalena se unirem e dar um basta nessa situação.

Na decisão, além do prefeito coronel Zarlul Kalil Filho, foram afastadas as seguintes pessoas, por envolvimento no esquema fraudulento de licitação em Madalena:
1. Sandra de Oliveira Kalil - esposa do prefeito e secretária de assistência social
2. Galileu Viana Chagas Filho - ex-secretário de educação;
3. Antônia Solange dos Santos Viana - ex-secretária de saúde;
4. Antônia Lobo Pinho Lima (Etinha) - ex-prefeita e ex-secretária de cultura
5. Ednardo Ferreira da Silva - ex-secretário de administração;
6. José Josivaldo Saraiva - ex-vereador e ex-secretário de obras;
7. Paulo Cezar Rocha Carneiro - vereador e ex-secretário de governo;
8. Francisco de Assis Cassiano da Silva (Kikilo) - ex-vereador e secretário de obras;
9. Francisca Lucileide Maciel da Silva - vereadora e ex-chefe de gabinete;
10. Francisco Almir Frutuoso Severo - ex-secretário de agricultura;
11. Carlos Alberto Loiola Lopes;
12. Francisco das Chagas Filho;
13. Marcos Antonio Lage Souza,
14. João Soares Uchoa - vereador e ex-secretário de obras;
15. Josenildo da Silva Brito;
16. José Daldécio Rocha da Silva;
17. Wando de Oliveira Pires;
18. Cícero Brasil de Mesquita;
19. Maria de Fátima Costa Sampaio Vale;
20. Herlley Pereira Germano;
21. Natália Pinho Rodrigues;
22. Lucas Vale Mesnescal - Procurador do Município;
23. Pedro de Paiva Farias;
24. Murillo Pedrosa de Carvalho;
25. Yuri Caravalho Pontim;
26. Sabrina Lago Falcão;

 

























OPERAÇÃO “CAIXA PRETA” AFASTA PREFEITO DE MADALENA E MAIS 26 AGENTES PÚBLICOS


O Ministério Público do Estado do Ceará e a Polícia Civil deflagraram, na manhã desta terça-feira (25) a operação “Caixa Preta”, nos Municípios de Madalena, Boa Viagem, Tauá e Fortaleza, em cumprimento a ordens judiciais proferidas pela Vara Única da Comarca de Madalena. Os promotores de Justiça atuantes no caso concederão, às 15h de hoje, uma entrevista coletiva no auditório da Procuradoria Geral de Justiça, na rua Assunção, 1.100 – José Bonifácio.
 Foram deferidos pelo Poder Judiciário, pelo período de 180 dias, todos os 27 pedidos de afastamento de cargos públicos formulados pelo Ministério Público, incluindo do prefeito municipal Zarlul Kalil Filho, todos os secretários municipais (dentre os quais está a Primeira-Dama Sandra Kalil e a ex-prefeita Antônia Lobo Pinho Lima), membros da Comissão de Licitação e Assessores Jurídicos, incluindo o procurador-geral do Município.
 De acordo com a ordem judicial, o vice-prefeito deverá ser empossado imediatamente, em sessão extraordinária a ser designada pela Câmara Municipal. Foram também cumpridos 21 mandados de busca e apreensão, bem como decretado o bloqueio dos ativos financeiros, a indisponibilidade dos bens de todos os réus e a quebra dos sigilos bancário e fiscal.
 As ordens judiciais são fruto de pedido formulado pelo Ministério Público em uma ação cautelar de improbidade administrativa, que investiga fraudes em licitações do Município de Madalena entre os anos de 2013 e 2014, cujos contratos somam a importância de R$ 6.965.199,88. As investigações estão sendo conduzidas pelos promotores de Justiça Alessandra Loreto (titular da Comarca de Madalena), Gustavo Jansen, Igor Pinheiro, André Clark, Iuri Rocha e Patrick de Oliveira, com apoio logístico do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO).

 Mais informações com Ascom: 3452.3781 / 3452.3769.


http://www.mpce.mp.br/servicos/asscom/destaques.asp?cd=3447

terça-feira, 14 de outubro de 2014

Coronel Zarlul é Prefeito de Madalena ou de Tauá?

Meus amigos, a nossa Madalena está mesmo sem Prefeito. 
Recebendo o Projeto Lei nº 018 que trata da Proposta Orçamentária para ano de 2015 percebemos claramente o desleixo do prefeito Coronel Zarlul que simplesmente assina um papel sem ler. 

Então vamos lá! Quando se utiliza, no computador, o combinado das teclas: CONTROL C = COPIAR e CONTROL V = COLAR, significa que foi feita uma cópia de um documento e posteriormente colado em outro documento, deixando mais que evidente que o documento enviado pela prefeitura de Madalena à Câmara Municipal como Proposta Orçamentária para 2015 foi copiado da Prefeitura de Tauá. (cópia abaixo). 

Qualquer adolescente de 12 anos, que saiba utilizar um computador, seria capaz de perceber o erro GROTESCO da prefeitura de Madalena, que, ao redigir o orçamento da cidade para 2015, ao que tudo indica, fez uma simples cópia do documento da cidade de Tauá/CE, terra de Domingos Filho, amigo do Prefeito Coronel Zarlul, e nem se deram ao trabalho de ler o documento. Por isso, não perceberam que deixaram o nome da cidade de Tauá/CE copiado, assim como a EXPRESSÃO: PREFEITO EM EXERCÍCIO ZARLUL KALIL FILHO, e o pior, pasmem senhoras e senhores, ele assinou sem ler e enviou à Câmara.

Por aí percebe-se o tamanho do zelo e do compromisso dessa gestão com a cidade e o quanto essa "assessoria contábil milionária" não serve para nada, pois a condução e o planejamento de um dos principais documentos que norteiam uma gestão foi, no mínimo, simplista, para não dizer medíocre. 
Com isso, algumas perguntas ficam no ar: que relação a cidade de Madalena tem com Tauá? Será que essa assessoria contábil contratada pela prefeitura de Madalena é a mesma de Tauá? Quais outros tipos de contratos e convênios a gestão atual de Madalena assinou sem ler? Cadê a Procuradoria Jurídica na pessoa do Dr. Lucas Menescal que deixou passar esse documento?

Não queremos exercer uma oposição velada, mas exigimos respeito na condução da cidade. Caso queiram utilizar documentos de outros municípios como modelo, pelo menos, deveriam contextualizar à nossa realidade. Estamos de Olho!










sábado, 20 de setembro de 2014

OPERAÇÃO DA PROCAP NA PREFEITURA DE MADALENA.

A PROCAP - Procuradoria dos Crimes Contra Administração Pública - esteve, nesta quinta feira (18), na Prefeitura de Madalena, através de uma força tarefa formada pelo Promotor de Justiça de Madalena, agentes da Polícia Civil e Policia Federal, na ocasião fizeram uma varredura nos setores de contabilidade e de licitação em uma operação de investigação dos atos administrativos do Prefeito Coronel Zarlul.  A operação teve início às 9 horas da manhã até as 19h, finalizando,  segundo informações,  com a apreensão de documentos e computadores da Prefeitura. Estamos acompanhando, na condição de fiscal do povo, toda essa movimentação e seus desdobramentos. 


Prefeitura Municipal de Madalena

Prefeitura Municipal de madalena



Foto ilustrativa




terça-feira, 16 de setembro de 2014

Cid Gomes, ditador e burro, por Ricardo Noblat

Blog do Noblat - O Globo

Cid Gomes, governador do Ceará, tem vocação de ditador. Citado em reportagem da ISTOÉ como envolvido na corrupção da Petrobras, pediu que a Justiça proibisse a circulação da revista em todo o país. E uma juíza de 1ª. instância do Ceará atendeu ao pedido dele.
Isso é censura à imprensa.
Cid Gomes, governador do Ceará, tem vocação de burro. Sua ofensiva contra a ISTOÉ é responsável pela corrida atrás de exemplares da revista. Esgotou-se, no Ceará, a edição da ISTOÉ. Em breve quando outra instância da Justiça revogar a decisão da juíza, a venda da revista se esgotará outra vez.
Isso é comportamento de coronel político de antigamente.
Em 1978, como repórter da VEJA, fui a Juazeiro do Norte, no Ceará, contar como fora assassinado um empregado da usina de Adauto Bezerra, na época governador e um dos coronéis políticos que mandavam no Estado. O reparte da revista com a reportagem destinado ao Estado esgotou-se.
Aliados de Adauto compraram todos os exemplares da VEJA.
Na semana seguinte, a VEJA voltou ao assunto e tornou a se esgotar no Ceará - dessa vez pela ação de leitores comuns que se anteciparam aos aliados de Adauto. Xerox da reportagem foi vendida pelo dobro do preço do exemplar da revista.
 Cid Gomes, governador do Ceará - Foto: Elza Fiúza / ABr


domingo, 7 de setembro de 2014

Madalena: Comemorar o “quê”?

Ó Pátria amada,
Idolatrada,
Salve! Salve!

Do ponto de vista político administrativo conseguimos nos emancipar, do vizinho Município de Quixeramobim, mas, sob a luz dos princípios de identidade e cidadania para com seus cidadãos estamos distantes, uma vez que nossa história anda próxima com o heroísmo apregoado por D. Pedro I, na Independência do Brasil, em 1822, considerado como “bonzinho” como fomos educados. 

Sem querer tecer comentários aos determinados grupos que queriam ou não a nossa emancipação, logo depois fomos administrados pelas próprias pessoas que se diziam “nas entrelinhas” contrárias a nossa independência administrativa. 

Dessa forma estamos ainda, infelizmente presos a esses falsos profetas que tentam sungar o progresso e as potencialidades da nossa gente, quer seja com as desastrosas administrações voltadas para o enriquecimento de meia dúzia, quer seja para manipular ou engessar as capacidades do nosso povo que sofre e, muitas vezes deixa nosso pedaço de pátria. 

Repensando nossa trajetória de emancipação ao longo dos anos em nosso Município é visível quem se beneficiou perfeitamente com a desvinculação de Quixeramobim e dando continuidade de forma indireta, costuraram alianças tempestivas para garantir o “poder” entre os que comungam com as pseudo promessas em palanques de quatro em quatro anos. 

Trazendo para nossa realidade, o que podemos mesmo comemorar o dia 07 de setembro? As greves de funcionários com seus vencimentos atrasados? Aprendizagens comprometidas dos alunos que foram paralisadas em resumo quase um mês, somando as vezes que as aulas foram interrompidas por greves dos professores e ausência de pagamento aos transportadores escolares? As tecnologias que foram desativadas nos laboratórios e telecentro municipal? Em resumo, infelizmente temos essas graves respostas que estimulam a nos indignar e, irmos às rua e avenida da nossa cidade e dizermos às autoridades que não dá mais para ficarmos adormecidos em berços esplêndidos. 


Independência significa termos melhor qualidade de vida, pagando nossos impostos e tendo retorno em benefícios coletivos em prol da população, contrário da nossa realidade, que temos os nossos lixos queimados e tumultuados nas ruas por ausência de responsabilidade por parte, dos que se dizem gestores municipais. É garantir subsídios a população do campo e da cidade, uma distribuição de água potável para todos sem distinção de grupos apoiaram a administração ou não, no período da campanha eleitora, afinal todos são pagadores de impostos e merecem ser tratados como cidadãos. 

Quem acompanhou e é sensível à causa de uma Madalena realmente independente percebeu a manifestação da semana passada, organizada pelo Sindicato dos Servidores, representatividade dos funcionários, pais, alunos, professores, motoristas, comerciantes e população em geral do nosso Município que não mediram esforços, formado desde o portal da cidade até a câmara municipal, acredito que “todos” estavam com o mesmo propósito de querer um município livre de qualquer opressão social e administrativa contra nossa população, longe de algemas e troncos da ditadura militar que tanto, manipulou nossas vontades em relação a nossa emancipação. 

Enfim, estivemos mais longe desse direito de sermos tratados como cidadãos independentes, talvez por conta do nosso conformismo, sem esperanças ou simplesmente dando tempo para as coisas melhorarem, mas vimos que não podemos perder mais tempo com esse caos instalado em nosso Município, nos últimos anos e meses. 

Portanto, temos que lutar sempre de braços abertos e sem fugir da luta por melhores dias em nosso Município, reivindicando políticas públicas comprometidas com a verdadeira transformação das pessoas, quanto ao seu desenvolvimento pessoal, social, político, econômico e cultural, deixando assim de lado, um modelo autoritário e ultrapassado de fazer política e brincar de administrar ou levar a população na conversinha ingênua. Chega! Vamos todos nós, lutarmos pela nossa independência! 

OUÇA O HINO NACIONAL.







sábado, 6 de setembro de 2014

Madalena acordou!

Verás que um filho teu não foge à luta,
Nem teme, quem te adora, a própria morte 
(Hino Nacional)

Meus amigos, depois de alguns dias sem escrever para este blog, quero agora fazer uma pequena retrospectiva para os nossos leitores, que, estão distantes de nossa querida Madalena. Falar do que aconteceu depois do dia(12) data que comemoramos a Emancipação Política de Madalena. Data esta que não houve nenhuma manifestação do poder executivo, nenhuma comemoração, apenas um dia sombrio, pois estamos vivendo um momento muito delicado, onde as pessoas estão esperando um novo modelo de administração, pois, o que o Coronel Zarlul esta usando não serve para nós. Uma administração sem respeito aos servidores, aos comerciantes, aos pais de alunos, aos idosos, enfim sem respeito ao povo de Madalena.



Então vamos lá! O gigante acordou, o povo de Madalena saiu às ruas para demonstrar a sua insatisfação com a administração do prefeito Coronel Zarlul. O sindicato (SINSEMAD) decretou greve no dia 18 de agosto e neste dia saiu em caminhada até a Prefeitura, para passar  ao prefeito a sua pauta de reivindicações e que ficamos aguardando ate depois do meio dia, porém, o Prefeito Coronel Zarlul com sua insensibilidade não veio até a prefeitura para conversar com os servidores para saber o que realmente estava acontecendo. “Um verdadeiro ato de covardia, pois ali se encontravam professores, garis, vigilantes, motoristas, pais de famílias que estavam querendo apenas receber seus salários que estavam a quase dois meses atrasados.” Salários é o mesmo que verba alimentícia”. Mas o senhor Coronel não se importa com os problemas do nosso município. As suas prioridades são outras...  



Depois de muito tempo com os servidores no pátio da Prefeitura aguardando alguma resposta os assessores do Prefeito Coronel Zarlul finalmente chama o Sindicato na pessoa do presidente e dos diretores, representante da CUT e FETAMCE e vereadores ali presentes para conversarem com procurador jurídico adjunto Dr. Pedro e o secretário de finanças o Sr. Ednardo para que juntos encontrassem uma solução para apresentar para os manifestantes, mas como já sabíamos os representantes do Prefeito não tinham nada a dizer pois, não tem autonomia para resolver nada e fomos para casa com a certeza da continuídade da GREVE. 



E com a greve firmada o próximo passo foi quinta dia (20) mais uma caminhada nas ruas de Madalena e finalizando na Câmara Municipal para participarem da sessão semanal e lá usar a tribuna popular para pedir explicações aos Vereadores e pedir solução para o problema de nossa cidade, pois naquela casa encontram-se os representantes do POVO e uma justa reivindicação, onde foi definido que: ou estamos do lado Povo ou do lado Corrupção. Naquele dia ficou demostrado que o povo é forte e que tem poder. 

O próximo passo do sindicato (SINSEMAD) foi prosseguir com a greve pois até aquele dia o Prefeito Coronel Zarlul não se manifestou de forma alguma. Demonstrou mais uma vez o ato de covardia e que não tem preocupação com a nossa cidade. 

E então, chegou o grande dia que foi 28 de agosto. Um dia histórico para o nosso POVO, pois foram as ruas não só servidores de Madalena mais o povo de Madalena, jovens, estudantes, pais de alunos, comerciantes, taxistas, vaqueiros, agricultores enfim, todos foram às rua numa grande manifestação, usando a palavra de ordem FORA CORNEL, FORA CORRUPÇÃO. Foi emocionante ver todo aquele povo juntos compartilhando da mesma ideia pois daquele jeito não deve ficar; E nesta dia foi criada a primeira CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Câmara Municipal de Madalena. Esta CPI mostra que o povo é capaz e que juntos somos fortes. 

E para completar neste mesmo dia saiu uma decisão judicial em que Juiz de Direito do município de Madalena dá 24(horas) para o Sr. Prefeito Coronel Zarlul colocar toda a folha de pagamento em dia, e, caso não cumpra o prazo as contas da prefeitura serão bloqueadas por tempo determinado na decisão. E tem mais, uma multa diária para o não cumprimento da decisão no valor de 2.000,00 (dois mil reais) que o gestor terá que desembolsar do próprio bolso e patrimônio. 

Por fim meus amigos, esses dias foram de muitas lutas e de muitas conquistas. Conquista dos servidores na pessoa do SINSEMAD e do povo de Madalena. Todos nós estamos de parabéns pelo belo exemplo de cidadania, de união, de força e coragem. E juntos somos fortes.

As Reivindicações e Conquistas alcançadas:

1/3 de férias dos professores;

Pagamento da folha do mês de julho/14;

Criação de uma CPI ( Comissão parlamentar de Inquerito);

Renuncia do Secretario de educação Sr. Galileu Viana Chagas ;




Assembleia do SINSEMAD 18/08/2014

Assembleia do SINSEMAD 18/08/2014


Ocupação dos servidores no pátio da Prefeitura 18/08/2014
Manifestação nas ruas da cidade em 20/08/2014

Caminhada para Câmara municipal 20/08/2014
Grande manifestação no dia 28/08/14
Passeata pelas ruas de Madalena

Momento no centro de Madalena

Concentração no centro na cidade

Na Câmara Municipal de Madalena

Câmara Municipal 


População na Câmara Municipal de Madalena no dia criação da CPI.


Decisão judicial

Decisão judicial

Decisão judicial
Decisão judicial

Decisão judicial

Decisão judicial

Decisão judicial

Decisão judicial

Decisão judicial

Decisão judicial

Decisão judicial

Decisão do judicial

Requerimento/pedido de CPI